Mulheres são donas de casa na visão de Heitor Müller e Temer


Divulgação ONU Muheres

Ouvindo a entrevista do presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) no Gaúcha Atualidade, da rádio Gaúcha, fiquei irritada, bati boca com o rádio e debati com o convidado, como é meu costume quando um assunto é polêmico. Heitor Müller comentava a retração da indústria gaúcha e citou várias vezes que a DONA DE CASA não está comprando. Isso seria, na opinião dele, um receio de que o marido ou o filho ficassem desempregados.

Tive a impressão de que o industrial desconhece os dados do próprio setor no país, pois, de acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, a indústria teve um crescimento no emprego formal feminino de 14,3% nos último 20 anos.

A manifestação de Müller me fez lembrar do desastroso e criticado discurso de Michel Temer em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Segundo o presidente ninguém entende mais do que as mulheres de “indicar desajustes nos preços do supermercado” e de “detectar flutuações econômicas, pelo orçamento doméstico maior ou menor”, além de outras observações irritantes e infelizes.

Ainda sobre o estudo do Ministério, houve crescimento mesmo naquelas funções ocupadas predominantemente por homens, como é o caso dos setores da construção civil e de metalmecânica. Nesses 20 anos a proporção de postos de trabalho ocupados por mulheres teve alta de 39,9% na metalurgia, de 37,3% na indústria mecânica e de 31,1% na construção civil.

São declarações como as de Temer e Müller que reforçam o pensamento machista e inibem a presença das mulheres no mercado de trabalho, em entidades representativas, instituições e instâncias dos poderes constituídos. No caso específico da Fiergs, a diretoria é composta por 51 pessoas, mas só tem uma mulher, Doris Sphor no Conselho Fiscal. Bastante semelhante ao governo atual que tem apenas a advogada-geral da União Grace Mendonça e a secretária de Direitos Humanos Luislinda Valois.

Diversas empresas de vários países estabeleceram metas para a inserção das mulheres em diretorias e conselhos de administração. A ONU Mulheres e o Pacto Global criaram os Princípios de Empoderamento das Mulheres, um conjunto de considerações que ajudam a comunidade empresarial a incorporar em seus negócios valores e práticas que visem à equidade de gênero.

Se a mudança não ocorrer pelo simples objetivo de reduzir as desigualdades, então que seja pelo capital. Não faltam estudos internacionais revelando que empresas com mulheres nas suas diretorias são mais rentáveis.

Compartilhe

Famílias humilhadas e um deputado preso na reintegração de posse da ocupação Lanceiros Negros


Deputado Jeferson Fernandes tenta negociação com a BM- Foto Guilherme Santos Sul 21

A ação da Brigada Militar, durante a reintegração de posse de um prédio do Estado, na noite desta quarta-feira (14), foi, no mínimo, um excesso desnecessário. Às 19h30min os policiais começaram a retirar as 70 famílias da ocupação Lanceiros Negros na esquina das ruas General Câmara e Andrade Neves, no Centro de Porto Alegre. O presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa foi até o local e argumentou que havia crianças no imóvel, que era noite fria e que as pessoas não tinham para onde ir.

Jeferson Fernandes (PT) tentou mediar o conflito, apelou para o bom senso, pediu que chamassem o comandante da tropa, mas foi tudo em vão. Os vídeos e as fotos revelam a falta de diálogo por parte da autoridade policial e o uso exagerado da força. Alguns tentaram resistir, mas não suportaram os gases de pimenta e lacrimogênio, cassetete e, principalmente, a intolerância.


Prisão de Jefferson-Fernandes -foto-Guilherme-Santos-Sul-21

O deputado foi preso, algemado e jogado no camburão com outras pessoas detidas, mas não consta que tenha cometido crime inafiançável. Talvez tenham interpretado como desacato à autoridade ou obstrução da justiça. Deram umas voltas pela capital e depois o largaram em frente ao Theatro São Pedro. Até parece aquelas cenas de filme policial quando jogam a pessoa no meio da rua com o carro ainda em movimento.

Fernandes na Delegacia, acompanhado dos deputados petistas Adão Vilaverde (E) e Adão Preto (Presidente da Assembleia RS)

Se faltou experiência ou bom senso aos oficiais de justiça, que o comandante da ação os alertasse para os protocolos mínimos de civilidade nas desocupações. Ao contrário, se foi a autoridade policial que perdeu o rumo, que a justiça, representada no local pelos oficiais, chamasse a atenção sobre os mesmos protocolos.

Não pensaram. Cegamente cumpriram a lei e jogaram cerca de 200 pessoas na rua. Pais sem saber para onde levar seus filhos numa típica noite de inverno gaúcho. Não havia um lugar adequado para encaminhar as pessoas. Fico me perguntando qual é a necessidade de retirar as famílias à noite, sem ter uma solução para o caso?

O imóvel não tem as mínimas condições de abrigar repartições públicas há no mínimo uma década, a menos que passe por uma grande reforma, o que deverá custar milhões. Para um Estado endividado que atrasa salários,repasses para hospitais e não reforma escolas, entre outras obrigações?

Os cidadãos da ocupação Lanceiros Negros perderam o teto, foram maltratados e humilhados pelos representantes do Estado. Definitivamente não é isso que esperamos do poder público.

Compartilhe

Saída honrosa para quem desonrou o cargo de Presidente da República?


Foto; Agência Brasil- EBC

Qual é o papel da justiça eleitoral, neste momento, em que o presidente da República aparece como beneficiário de dinheiro ilícito da JBS? Temer está no centro da maior crise ética da política brasileira, e ninguém discorda disso, a dúvida é até que ponto isso influencia o julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta terça-feira, 6.
Tem 100% de chances de ser cassada, 100% de ser absolvida e 100% de chances de haver adiamento, o que parece é uma tendência.

O uso de caixa 2 na campanha eleitoral de 2014, objeto da ação no TSE, não oferecia grandes riscos para Michel Temer, e tudo indicava que a chapa seria separada mantendo-se o objetivo de mirar apenas em Dilma Rousseff.

Tudo mudou quando veio a público a conversa de Temer com o dono da JBS, pois a suspeita imediata foi do envolvimento do presidente nas falcatruas dos irmãos Batista. Ele recebeu no porão do Palácio Jaburu um empresário que deu nome falso para ter acesso à residência oficial. Conversou com ele sobre comprar o silêncio de Eduardo Cunha, indicou Rocha Loures como seu homem de confiança para realizar qualquer negócio, e o então deputado é flagrado por câmeras, com uma mala de dinheiro.

Um vulcão entrou em erupção e só se falava em renúncia, mas Michel Temer ainda se mantém no cargo. São muitas as especulações sobre o que representará o resultado desse julgamento. A cassação da chapa seria uma saída honrosa para quem desonrou o cargo de Presidente da República.

Compartilhe

A estranha mania de limpeza de João Dória

foto: DCM- divulgação Facebook
foto: divulgação Facebook

Acredito que o prefeito de São Paulo tenha mania de limpeza. As atitudes que ele tomou desde que assumiu o cargo e o perfil engomadinho, de pele brilhante, como se tivesse sido lustrada, conferem a João Dória, pelo menos a suspeita de algum transtorno nessa linha.

Talvez ele não saiba a diferença entre sujeira e grafite (uma importante manifestação cultural urbana que comunica a realidade da rua). Na concepção do milionário prefeito a arte popular enfeia a cidade, então ele trata de passar uma tinta cinza por cima, para não ter que ver aquela “sujeira da toda”.

Os grafiteiros protestaram contra o vandalismo ao patrimônio público cultural. Eles viram suas obras serem destruídas e o semblante de satisfação do prefeito. Mesmo assim não o denunciaram por baderna e destruição dos bens culturais públicos.

Foto: Daniel Arroyo/GGN

Talvez Dória não consiga mesmo conviver com o que está fora do seu padrão de arte, habitação, roupas, vida. Ele usou a mesma técnica para retirar dependentes químicos da “Cracolândia. Não avisou ninguém é mandou passar a máquina para desmanchar casas, barracos e despachou os dependentes químicos sem dó ou piedade.

Retiradas à força de seus casebres pela polícia, as pessoas saíram sem rumo, cambaleando pelas ruas como zumbis. Imagens estarrecedoras que correram o mundo e chocaram entidades internacionais de Direitos Humanos.

A Associação dos Juízes para Democracia emitiu nota de repúdio onde considera as ações na Cracolândia:
“manifestamente voltadas à criminalização da pobreza, invisibilização de oprimidos e descarte de indesejáveis”.

O Conselho Federal de Psicologia definiu a ação da prefeitura como “barbárie” e “atrocidade”.

A secretária municipal de Direitos Humanos considerou a ação “desastrosa” e pediu demissão. Na carta entregue à João Dória Patrícia Bezerra disse:
“Diante das dificuldades que tenho enfrentado há algum tempo para dar prosseguimento à agenda de direitos humanos e ao atendimento humanizado à população mais vulnerável de São Paulo, deixo o cargo, mas nunca a convicção em uma cidade que garanta o respeito à pessoa humana”.

O chefe do executivo da maior cidade da América Latina, e uma das maiores do planeta, mandou a máquina derrubar casas velhas e o que tivesse pela frente. Até aí a ação era arbitrária e desumana, mas virou crime de tentativa de homicídio quando derrubaram um imóvel onde funcionava uma pensão com as pessoas dentro.

A milionário que chegou à prefeito de São Paulo ainda não foi denunciado por tentativa de homicídio. Tudo o que se sabe, extraoficialmente, é que João Dória tem em mente um grande empreendimento urbano para o local e que os imóveis serão desapropriados a preço de bananas.

Compartilhe

Quanto tempo Temer resistirá?


foto Brasil 247

Michel Temer disse que fica no cargo e não foi surpresa essa decisão. Ele mantêm no governo ministros que são réus e ainda não sabe o conteúdo das gravações, por qual motivo renunciaria? O que não se sabe é por quanto tempo ele resistirá com a mídia querendo eleições indiretas.

Temer disse que fica e o ministro Fachin não autorizou a prisão de Aécio Neves. Parece que esses dois fatos diminuem a letalidade dessa bomba que foi delação dos donos da JBS . Pode ser até que arrumem uma saída diferente para Michel Temer, como uma permanência no cargo para fazer a transição de uma eleição indireta que a mídia tanto quer.

Não merecemos que o atual Congresso, sem as mínimas condições morais, escolha o próximo presidente. Só a eleição direta serve à população brasileira.

Compartilhe

Cresce o renuncia Temer e aliados pulam do barco


imagem TV BAND

STF confirma a abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer e o renuncia Temer ganha corpo. Os aliados já pulam do barco, caso do ministro das Cidades, Bruno Araújo PSDB. Cresce em Brasília a articulação para a realização de eleição indireta pelo Congresso Nacional, embora o parlamento brasileiro não ofereça a mínima qualificação para o ato.

A mídia já encampou esse formato previsto na Constituição e insiste que as leis devem ser respeitadas, citando manifestações nesse sentido, de FHC e do ministro do STF, Celso de Melo. E qual será o motivo para a mídia não querer que os eleitores escolham o novo presidente do país? Será que isso tem a ver com o fato de Lula liderar todas as pesquisas?

Só a eleição direta pode restabelecer plenamente a democracia, totalmente ameaçada no país, neste momento.

Depois do PSDB o próximo a abandonar o governo deverá ser o DEM. Alguém acha que o Rodrigo Maia vai ficar com Temer, podendo ser presidente da República, ainda que por três meses?

Compartilhe

Temer vai renunciar?


foto Brasil 247

Temer
Em poucas horas o governo de Michel Temer veio abaixo e quanto mais ele demora para manifestar-se, mais drástica fica a situação dele. A demora pode resultar em sua saída à fórceps da Presidência da República. Temer foi flagrado em gravações, com autorização do Supremo Tribunal Federal e não por um juiz da 1a instância, estimulando a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Aécio
Aécio Neves agora é senador AFASTADO. A decisão é do Supremo Tribunal Federal. O político aparece em gravações, com autorização do Supremo Tribunal Federal e não por um juiz da 1a instância, pedindo R$ 2 milhões a empresários da JBS. A situação do senador afastado do PSDB é gravíssima, pois o dinheiro foi entregue a um primo de Aécio e o pior: os investigadores colocaram um rastreador e as notas estavam em sequencia.
O Ministério Público Federal quer a prisão do tucano, mas o ministro Edson Fachin
negou o pedido. A situação é similar a de Eduardo Cunha que foi afastado e depois preso. Tudo é explosivo neste momento.


Aécio 2

A irmã e principal conselheira do senador afastado, Andrea Neves da Cunha, já foi presa e o primo deles, Frederico Pacheco de Medeiros também. Outro das relações estreitas de Aécio que foi detido pela Polícia Federal é Mendherson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), o dono do tal helicóptero apreendido com mais de 400 kg de cocaína.

Os irmãos Joesley e Wesley Batista, que fizeram a delação, teriam sido ameaçados de morte e estão fora do país com autorização da justiça. Depois da misteriosa morte do ministro do STF Teori Zavask todo o cuidado é pouco.

Um detalhe sem maior importância é que ontem (17.05.17) fez dois meses que estourou a operação Carne Fraca, que colocou a JBS entre as empresas que maquiavam carne vencida.

O furo de reportagem, que trouxe à tona o escândalo é do jornalista de O Globo, Lauro Jardim

Compartilhe

Modernização do trabalho rural ou escravidão?


Trabalhador rural- foto Sul 21

Tenho pensado muito no seu Pedro Haas Lacerda, o agricultor que trabalhou 29 anos em uma fazenda no interior de Rio Pardo, aqui no RS, sem nunca receber um centavo. Em tempos de reforma Trabalhista e da Previdência, parece-me muito adequado fazermos uma reflexão, principalmente sobre o Projeto de Lei do deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT), que muda a vida do trabalhador do campo para pior.


Pedro Hass Lacerda- foto SRTE

Pois o caso desse senhor, que veio à tona em dezembro de 2014, em matéria do Correio do Povo, está atualíssimo.
http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/543980/Morador-de-Rio-Pardo-e-resgatado-do-trabalho-escravo-

No entendimento do patrão, nada mais justo que o seu Pedro pagar a moradia e a comida que recebia. Entenda-se por moradia um casebre caindo aos pedaços, sem banheiro, luz elétrica ou água potável. Para alimentação seu Pedro recebia arroz, feijão, óleo e farinha de mandioca; a carne era carcaça, patas, pescoço e cabeça de galinha.
Aos 67 anos, seu Pedro foi salvo pelo Ministério Público do Trabalho.


As condições da moradia do seu Pedro Hass Lacerda

Tá, esse é um caso de crueldade que raramente acontece. Não aposte nisso! O trabalhador rural tem uma vida duríssima e seus direitos foram reconhecidos há pouquíssimo tempo. Conheço um pouco essas relações de trabalho, porque meu avô materno foi tropeiro e peão de estância. Muitas vezes a esposa e os filhos trabalhavam na casa, mas só o marido recebia. Tenho um tio que é da lida, mas é mais atinado.

A proposta deixa o trabalhador rural tão vulnerável que, além de aluguel e comida, os descontos poderão incluir água, luz, lenha para o fogo, verduras da horta, frutas e sabe-se lá o que mais.

Aliás, na Expointer, até 2011, os empregados dormiam nas baias com os animais. Os criadores ficaram espantados com a atitude do Ministério Público do Trabalho que exigiu alojamentos para os tratadores. Entendiam que os funcionários não queriam se afastar dos animais. Por essa ótica, eles viveriam sempre nas cocheiras com os bichos.

Em um dos artigos, está claro que haverá remuneração, o que necessariamente não quer dizer salário:
Art. 3.º Empregado rural é toda pessoa física que, em propriedade rural ou prédio rústico, presta serviços de natureza não eventual a empregador rural ou agroindustrial, sob a dependência e subordinação deste e mediante salário ou remuneração de qualquer espécie.

Pela redação, entendo que a carga horária poderá ser de 13 horas:
Art. 5.º Em qualquer trabalho contínuo de duração superior a seis horas, será obrigatória a concessão de intervalo para repouso ou alimentação observados os usos e costumes da região, não se computando este intervalo na duração do trabalho. Entre duas jornadas de trabalho haverá um período mínimo de onze horas consecutivas para descanso.

E aqui, a intenção clara de cobrar aluguel e alimentação, vindo a ser o mesmo que pagar parte do salário do trabalhador com casa e comida:
Art. 16. Salvo as hipóteses de autorização legal ou decisão judiciária, só poderão ser descontadas do empregado rural as seguintes parcelas, calculadas sobre o salário mínimo:
I – até o limite de 20% (vinte por cento) pela ocupação da morada;
II – até o limite de 25% (vinte e cinco por cento) pelo fornecimento de alimentação sadia e farta, atendidos os preços vigentes na região;

Suspeito que o Projeto de Lei do deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT) é do século retrasado, e ele nem se constrange de apresentar, entre os motivos da proposta, o aumento dos lucros:
“Nestes termos, no intuito de prestigiar esse tão importante setor da economia brasileiro fomentando sua modernização e desenvolvimento; o aumento dos lucros e redução de custos e; gerar novos postos de trabalho, é que se propõe a alteração da Lei n.º 5.889/73”.

No link a íntegra do Projeto do deputado tucano Nilson Leitão:
www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=2116421

Compartilhe

Acabam com direitos dos trabalhadores e a Greve que é coisa de vagabundo?


Aposentados contra a reforma da Previdência
foto:Civa Silveira

Quem está contra a Greve Geral deste dia 28 de abril? Paremos um instante só, e olhemos ao nosso redor. Essas pessoas que dizem que paralisação é coisa de vagabundo e vândalo defendem quem? Elas têm algum receio? Podem perder prestígio ou, mais adiante, até o emprego, se não defenderem a posição das empresas onde trabalham?

Nenhum trabalhador, em sã consciência, estaria de acordo com tamanha perda dos direitos. É por isso que a população está organizada e dirá aos parlamentares que essa proposta do governo não serve.

Quem está contra a paralisação nacional é bom preparar-se, para não ter surpresas, com a falta de transporte público, bloqueios de rodovias, avenidas e ruas, fechamento de escolas e universidades, atendimentos de saúde e segurança em regime de plantão.

Mas isso será relevante diante da perda de tantos direitos? Tenho certeza que não.

Só a Greve Geral será capaz de melhorar essas reformas, até para quem está contra a paralisação. A Trabalhista ainda será votada no Senado e a da Previdência está em discussão na Câmara e só depois irá para o Senado.

Tomara que a mídia não reduza esta Greve Geral aos costumeiros problemas de trânsito!

O Ministério Público do Trabalho diz que a Greve Geral é legal:

MPT diz que Greve Geral é movimento justo e adequado diante de reformas

Compartilhe

Lagunas Altiplânicas e Salar de Atacama: os contrastes do Deserto mais árido da Terra

Deserto de Atacama parte 2

O Deserto de Atacama é daqueles lugares impressionantes e inexplicáveis. Durante o dia um calorão que pode atingir 40ºC, e de madrugada um frio que exige pesados casacos. A paisagem inóspita e sem vida, na Cordilheira de la Sal em minutos transforma-se em oásis com áreas agricultáveis e até vinícola. O Atacama é o deserto mais árido e alto da Terra, mas tem a água subterrânea e do desgelo da Cordilheira dos Andes que alimentam o Rio Loa, o maior do Chile, com 440 km de extensão.

O ponto de partida para conhecer esse mundo de contrastes é San Pedro de Atacama, pequena cidade de aproximadamente 3 mil habitantes, distante 1700 km de Santiago. O pequeno oásis no Deserto de Atacama vive lotada de turistas e cientistas(as semelhanças com marte são muitas).


Aqui é possível ter uma ideia do oásis que é San Pedro de Atacama

San Pedro está na fronteira com Bolívia e Peru -Aduana


A cidade é um pequeno povoado


Estrada San Pedro de Atacama- Toconao

Neste post apresento as Lagunas Altiplânicas Miñiques e Miscanti, a mais de 4 mil metros de altitude, na base dos vulcões de mesmo nome.



Laguna Miscanti


Laguna Miñiques

As vicunhas são selvagens e estão protegidas por lei

Aqui a Laguna Chaxa, um imenso berçário de flamingos e outras aves da fauna dos Andes, dentro do Salar do Atacama, o terceiro maior do mundo (atrás apenas de Uyuni, na Bolívia e Salt Lake City, nos EUA).


O flamingo coloca um ovo por ano. É ave mais antiga do planeta


Reserva Nacional de los Flamencos- Laguna Chaxa


Salar de Atacama

Informações sobre passeios, hospedagem e transporte em www.municipiosanpedrodeatacama.cl

Compartilhe