Lagunas Altiplânicas e Salar de Atacama: os contrastes do Deserto mais árido da Terra

Compartilhe este texto:

Deserto de Atacama parte 2

O Deserto de Atacama é daqueles lugares impressionantes e inexplicáveis. Durante o dia um calorão que pode atingir 40ºC, e de madrugada um frio que exige pesados casacos. A paisagem inóspita e sem vida, na Cordilheira de la Sal em minutos transforma-se em oásis com áreas agricultáveis e até vinícola. O Atacama é o deserto mais árido e alto da Terra, mas tem a água subterrânea e do desgelo da Cordilheira dos Andes que alimentam o Rio Loa, o maior do Chile, com 440 km de extensão.

O ponto de partida para conhecer esse mundo de contrastes é San Pedro de Atacama, pequena cidade de aproximadamente 3 mil habitantes, distante 1700 km de Santiago. O pequeno oásis no Deserto de Atacama vive lotada de turistas e cientistas(as semelhanças com marte são muitas).


Aqui é possível ter uma ideia do oásis que é San Pedro de Atacama

San Pedro está na fronteira com Bolívia e Peru -Aduana


A cidade é um pequeno povoado


Estrada San Pedro de Atacama- Toconao

Neste post apresento as Lagunas Altiplânicas Miñiques e Miscanti, a mais de 4 mil metros de altitude, na base dos vulcões de mesmo nome.



Laguna Miscanti


Laguna Miñiques

As vicunhas são selvagens e estão protegidas por lei

Aqui a Laguna Chaxa, um imenso berçário de flamingos e outras aves da fauna dos Andes, dentro do Salar do Atacama, o terceiro maior do mundo (atrás apenas de Uyuni, na Bolívia e Salt Lake City, nos EUA).


O flamingo coloca um ovo por ano. É ave mais antiga do planeta


Reserva Nacional de los Flamencos- Laguna Chaxa


Salar de Atacama

Informações sobre passeios, hospedagem e transporte em www.municipiosanpedrodeatacama.cl


Compartilhe este texto:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *