Sobre os imbecis machistas que gravam vídeos insultando mulheres russas

Compartilhe este texto:


Sobre os imbecis machistas que gravam vídeos insultando mulheres russas


Torcedores brasileiros constrangem mulher russa com atitude machista- foto Carta Capital

Qual a graça de enganar uma mulher e compartilhar com o mundo?
Ela dá atenção aos brasileiros, os recebe bem e eles protagonizam um filmezinho machista com roteiro pra lá de ralé. Induziram a guria, que não compreende nosso idioma, a cantar um hit autoral com as palavras “buceta rosa”, entre outras menções ao órgão sexual feminino.

Mundialmente os brasileiros são conhecidos como alegres, festeiros, receptivos e o povo do carnaval. Não temos a fama de alguém que despreza, maltrata, ironiza e desrespeita outras nações. Pois não é que esses caras conseguiram repetir os antepassados das cavernas. Envergonharam o país.

Não entendo o tipo de prazer que tiveram. Afinal, a mulher não sabia o que estava falando. São muito desprezíveis!

Embora a Rússia não integre a lista dos países que respeitam os direitos humanos, a atitude ultrajante desses machistas coloca nossa autoestima abaixo do rabo do cachorro.

As consequências do constrangimento sofrido pela mulher russa

Alivia um pouco a vergonha alheia a pronta atitude da Latam, que demitiu sumariamente um funcionário Felipe Wilson, identificado no vídeo.

A Polícia Militar de Lages, SC, emitiu nota reprovando a atitude do tenente Eduardo Nunes e prometendo investigação administrativa. Tomara que nenhuma mulher vítima de violência precise ser atendida por esse policial, pois é enorme o risco de um desfecho machista.

Ainda não há nada muito concreto sobre o advogado pernambucano,Diego Valença Jatobá. A OAB-PE disse que vai investigar o, que foi secretário de Turismo de Ipojuca, município onde está Porto de Galinhas, um dos destinos mais visitados do Brasil. Nem quero imaginar as coisas que esse cidadão é capaz de fazer no comando de uma área dessas.

A prefeitura de Araripina,no sertão pernambucano, onde trabalha o engenheiro-civil Luciano Gil Mendes Coelho, também emitiu nota manifestando indignação com a misoginia e o machismo do servidor.

As russas querem que esses homens peçam desculpas publicamente pelo desrespeito.
Mais vídeos com conteúdos semelhantes foram produzidos por outros torcedores brasileiros.
Um caso que também ganhou repercussão foi o da repórter russa que foi assediada enquanto fazia entrevistas com torcedores.

Assédio a repórter russa do iG por torcedores brasileiros- imagem reprodução iG

É impressionante como alguns grupos de machistas com celular na mão se transformam em trogloditas com claves em punho.


Compartilhe este texto:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *